Sábado

Origem: Malucopédia, a enciclopédia insana
Este artigo é um esboço... e é muito pequeno!
Por favor, expanda esta porra de artigo ou morra e encha-o de glória

Sábado é o último dia da semana e oficialmente o primeiro do fim-de-semana (mas se é o último como pode ser o primeiro? vai entender). O que importa é que sábado é o dia posterior à noite de sexta-feira, e um dia de ressaca e arrependimento por todos os excessos cometidos na noite anterior (excessos estes que você vai repetir na próxima noite de sexta-feira. E também é o dia anterior ao domingo, quando você vai à praia, ao cinema, a outro programinha fuleiro de domingo ou simplesmente vai ficar assistindo futebol na TV.

Outros nomes do sábado[editar]

Nos países escandinavos, estranhamente o sábado é conhecido como Sabá, em homenagem à rainha de Sabá que foi até o oriente ouvir a sabedoria do rei Salomão. este nome foi escolhido porque a rainha de Sabá era uma governante muito poderosa na Europa Setentrional, apesar de seu reino ser localizado na Ásia Meridional. O que acontece é que essa rainha foi amante de muitos reis da Europa e foi muito amada (não naquele sentido, seu doente) pelos povos europeus, tornando-se lendária e ganhando seu nome num dia da semana.

Nos países anglo-saxônicos o sábado é conhecido como Saturday ou dia de Saturno. isto se dá porque na mitologia britânica Saturno é o deus das riquezas e do capitalismo, além de ser o planeta regente de todos os povos que falam o idioma da rainha da Inglaterra.

No Japão o sábado é conhcido como dia da terra, por ser o dia em que os japoneses adicionam terra à sua alimentação - uma terra altamente nutritiva, livre de vermes, bactérias e coliformes fecais, tratada com desinfetante e descontaminada de um modo que só a tecnologia japonesa é capaz, e com um sabor maravilhoso, sendo inclusive produto de exportação para países subdesenvolvidos!

Já na Suécia e na Dinamarca o sábado é conhecido como o dia de tomar banho (e você achava que os franceses eram porcalhões que só tomavam banho uma vez por semana), pois são países muito pobres de recursos naturais, onde só se pode usar água uma vez por semana, e o dia escolhido para esses povos fazerem a higiene foi o sábado, pois é quando as pessoas largam o batente e podem se cuidar.