Otaku

Origem: Malucopédia, a enciclopédia insana
Ir para: navegação, pesquisa
Wikisplode.gif
Para os idiotas entre nós que escolhem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Otaku.

Otaku é um termo pejorativo em japonês que equivale a "nerd" em inglês.

História[editar]

Esses NÃO são otakus

Os primeiros otakus surgiram nove meses após a explosão das bombas atômicas nas cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki, nascidos com mutações genéticas que os fizeram se interessar obsessivamente por mangás e revistas em quadrinhos de super-heróis americanos vindos do Ocidente (óbvio).

Tal perda de identidade nacional fez com que os pais ficassem carecas de preocupação e levassem seus filhos ao psicólogo e ao monge budista para que o demônio loiro de olhos azuis fosse tirado de seus couros.

Mas não adiantou muito pois com o advento da televisão as coisas foram de mal a pior devido a séries americanas como Star Trek e Jeannie é um Gênio, que alienaram milhares de crianças de olhos puxados com cara de tacho, o que deixou os pais ainda mais putos com a dominação norte-americana.

Características de um otaku de verdade[editar]

ESSES são otakus
  • Otaku de verdade é viciado em Star Trek
  • Otaku de verdade é fã de Harry Potter
  • Otaku de verdade chorou com o último episódio de Lost
  • Otaku de verdade lamentou o cancelamento de Heroes
  • Otaku de verdade joga Habbo Hotel

O termo 'otaku' no Brasil[editar]

O termo 'otaku' era desconhecido no Brasil, até que no meio dos anos 90 (com o boom de Dragon Ball, Street Fighter e outros animes fuleiras que passavam no SBT) a falecida revista Herói passou a utilizar essa palavra sem revelar o verdadeiro sentido (pejorativo).

Otakus simplesmente não se importam se tem três gostosas cheias de amor pra dar atrás deles, eles só querem saber de seus animes, mangás e hentais

Numa era pré-internet banda larga e pré-Wikipédia foi fácil para os picaretas da Herói associar o termo 'otaku' a tudo que vinha do Japão, engambelando assim milhares - não, milhões de leitores ignorantes que dependiam apenas da imprensa escrita num país dominado por uma rede de TV que emburrecia (e ainda emburrece) a população em geral.

A partir daí qualquer nerd ignorante que gostava de anime e mangá passou a se autodenominar "otaku" ou "otaka" (uma palavra que não existe de verdade, só na internet, para designar as nerds - sim, existem nerds do gênero feminino - que são viciadas em animes e mangás do gênero Lolicon Shoujo) sem sequer suspeitar que está insultando a si mesmo.

Otaku de internet[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Otaku de internet .

É aquele ser que desconhece o real significado da palavra otaku e enche a boca para se dizer "otaku". As características de um otaku de internet podem ser definidas como as seguintes:

  • Um(a) otaku de internet tem dezenas de mangás e animes em seu computador (ou no computador do papai).
Foto de um otaku de internet
  • Um(a) otaku de internet tem uma fanart de anime na área de trabalho de seu computador (ou no computador do papai, que sempre troca o papel de parede quando vê a porcaria).
  • Um(a) otaku de internet não tem medo de pagar mico fazendo cosplay em convenções de anime.
  • Um(a) otaku de internet pode até saber o real significado da palavra otaku, mas ainda assim se diz otaku pra não pagar de inteligente.
  • Um(a) otaku de internet não tem amigos na vida real que não sejam outros otakus de internet.
  • Um(a) otaku de internet na intimidade de seu quarto costuma brincar com a bola tailandesa importada da própria Tailândia com o cartão de crédito do papai, e por isso todo otaku de internet tem hemorroidas.

Ver também[editar]