Fuck Nóia

Origem: Malucopédia, a enciclopédia insana
Ir para: navegação, pesquisa
ATENÇÃO:
A Malucopédia é um site de humor. Emos revoltadinhos serão empalados e banidos.

{{#logotipo: http://malucopedia.org/images/7/7b/Chucknorrisdancer.jpg}}

60px-Uiquiilogo botante.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Chuck Norris.
Chuck Norris
Chuck Norris nos dias em que fazia ponto no bar gay
Chuck Norris nos dias em que fazia ponto no bar gay
Informação geral
Nome completo Carlinhos Meu Rei Norris
Data de nascimento Sei lá, mas fontes afrimam: 1666.
Local de nascimento Um lugar secreto da Boiolinávia
Nacionalidade Outro lugar secreto da Boiolinávia
Cônjuge Robertão
Atividade Aprovar leis absurdas
Óscares da Academia
Canastrão não ganha Óscar
Tony Award
Já namorou um Tony
Framboesa de Ouro
Cinco de pior ator
Chuck fazendo a dança do ventre
(censurado) Chuck na cama com um de seus namorados
Chuck Norris num anuncio de classificados eróticos

Quote1.png Esse nun e cabra omi, esse gosta di pipino Cquote2.png
Jeremias José do Nascimento sobre Chuck Norris
Quote1.png Pepino??? Onde??? Adoro Cquote2.png
Chuck Norris sobre citação acima

Carlinhos Meu Rei Norris é um ator, dançarino, político e lutador de artes marciais nas horas vagas.

Biografia

O início

Filho de um índio navajo pinguço e de uma mexicana que residia ilegalmente nos EUA, Chuck Norris nasceu numa reserva indígena no estado do Texas. Criado numa comunidade onde os esportes mais praticados eram escalpelar brancos e fumar o cachimbo da paz, Carlinhos, como era conhecido na reserva, preferia brincar com as bonecas xamã de sua avó, o que lhe rendeu muitas chacotas de seus primos guerreiros e também muitas surras dadas pelos bullies da reserva que não toleravam frutinhas.

Para acabar com as surras diárias, Carlinhos foi estudar artes marciais fora da reserva com um professor de kung-fu chamado Bruce Lee. No entanto as mensalidades da escola eram caras demais, e a única maneira que Chuck tinha de conseguir o dinheiro para pagar era se prostituindo nas esquinas de Ryan, Texas. Procurado por todo tipo de vagabundo, Norris tornou-se o travesti mais desejado do Texas após sua cirurgia de implante de silicone. O treinamento em artes marciais rendeu frutos antes mesmo de ser concluído, pois Carlinhos quebrava no pau todos os metidos a espertos que tentavam comê-lo sem pagar.

De posse de todos os segredos do mestre, Chuck voltou ao seu lar e desafiou todos os varões da reserva para uma batalha decisiva a fim de provar que era mais que um mestiço frutinha protegido pela mamãe. Ao derrotar todos os seus desafetos, Carlinhos ganhou o respeito de sua tribo, e seu pai celebrou o feito tomando uma cachaça no bar da esquina.

O serviço militar

Para ter plena cidadania americana, Chuck Norris teve de servir às forças armadas de seu país e lutar na Guerra do Vietnã. Chuck foi escalado na divisão dos Agulhas Negras, um grupo de soldados de elite assim conhecido por ser composto em sua maioria por negões sarados com poderosas armas penetrantes e uma experiência de combate como nenhum outro grupo. Norris foi um importante membro da equipe, e chegou a namorar um avantajado parceiro de pelotão.

A escalada para a fama

Para desespero de seu velho pai, Chuck Norris sempre teve paixão pela dança e conheceu Tony, um moreno cor de ébano com quem teve um relacionamento amoroso e que o incentivou a ter aulas de balé com o professor Mikhail Barishnikov. Aprovado como a melhor bailarina o melhor bailarino da classe, Chuck foi contratado pela companhia de dança YMCA, de onde partiu para a Europa e atuou no Balé de Bolshoi, não sem antes romper com Tony, que o queria ao lado dele cozinhando e lavando sua roupa como toda boa esposa.

No Balé de Bolshoi ele conheceu aquele que viria a ser seu grande amor: Robertão, um dançarino viril de origem brasileira com quem Chuck logo se amigou e voltou aos Estados Unidos para apresentar seu noivo aos pais, para decepção do velho índio que morreu de desgosto. Ao saber do retorno de seu mais amado pupilo ao solo americano, Bruce Lee o convidou para fazer uma ponta em seu então mais recente filme, O Vôo do Dragão, mas primeiro Norris teve de remover sua prótese de silicone, pois nos anos 70 o público não era tão liberal como é hoje e um transexual lutador não seria bem visto. Pupilo e mestre lutaram de verdade no filme, e como não poderia deixar de ser Norris foi derrotado por Lee, o dragão invencível.

Após esta experiência Robertão incentivou seu amor a fazer carreira no cinema, e este topou a parada, atuando em filmes de guerra inspirados em sua experiência no Vietnã, mas obviamente omitindo os relacionamentos homossexuais que teve com vietcongues.

A decadência

Norris foi um grande astro de filmes B até se envolver num escândalo federal: ele teve um caso extraconjugal com ninguém menos que o então presidente dos EUA Ronald Reagan, que veio a público graças a um paparazzo bisbilhoteiro que fazia acampamento em frente à mansão dos Reagan, e tal incidente causou um doloroso (ui!) rompimento com Robertão, além de Norris ter ganhado o sugestivo e pejorativo apelido de "o homem do presidente". Depois de todo esse bafafá as portas se fecharam para Carlinhos e todos os convites para explosivos filmes de ação sumiram, levando-o a implorar por um espaço em comédias infantis como Unidos Para Vencer, O Guerreiro da Floresta e Top Dog (este último estrelado por um cão policial e reprisado à exaustão na Sessão da Tarde).

Como tantos atores fracassados de Hollywood, Chuck Norris foi buscar refúgio na televisão, e estrelou uma série de ação chamada Walker, Texas Ranger, no qual interpretava um policial cabra macho (pura ficção). Era uma série de classificação livre, já que nos anos 80 ninguém sangrava ao levar um tiro na televisão. Ele também estrelou um desenho animado intitulado Chuck Norris e seus Miguxos, uma paródia do desenho Capitão Planeta e os Planetários, onde toda semana as crianças aprendiam uma valiosa lição sobre a vida.

Sem a fama de antigamente, Norris decidiu entrar para a política e foi eleito governador do Texas, sendo conhecido como um grande aprovador. Entre outras coisas:

  • Chuck Norris aprovou o porte de armas por menores de quinze anos, fato este que levou à tragédia em Columbine.
  • Chuck Norris aprovou o visto de permanência grátis para imigrantes ilegais com mais de 80 anos, o que beneficiou sua mãezinha que estava para ser deportada.
  • Chuck Norris aprovou a deportação de casais homossexuais para Cuba, fato este que despertou a ira de seu ex Robertão e o levou a escrever um livro revelando detalhe por detalhe toda a intimidade com Chuck, todinha.
  • Chuck Norris aprovou o aumento de impostos sobre todas as importações, o que aumentou em 400% a pirataria nos Estados Unidos, até comida falsificada chegou a ser contrabandeada da China.

Chuck Norris atualmente

Chuck entrou para uma igreja evangélica e parece ter se curado da viadagem ao assumir publicamente um relacionamento com uma mulher, repudiando publicamente seu passado devasso e pregando a boa moral aos quatro ventos[carece de fontes] . Mas há quem diga que ele reatou o namoro com Robertão secretamente, e que seus inflamados discursos homofóbicos são apenas uma fachada para ocultar a verdade do mundo inteiro.