A Lei e o Crime

Origem: Malucopédia, a enciclopédia insana
Ir para: navegação, pesquisa
60px-Uiquiilogo botante.gif
Para os idiotas entre nós que escolhem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: A Lei e o Crime.


A Lei e o Crime é uma série americana feita no Brasil e exibida pela Rede Record de Televisão.

Personagens[editar]

  • Nandinho da Bazuca: Um dos protagonistas, é um bandido psicopata que desde pequeno é maníaco por armas pesadas, com preferência por bazucas. Já serviu o exército mas levou um tiro nos ovos e foi aposentado por invalidez. Casou com  Olímpia, cujo pai não gostava nem um pouco de Nando e sempre o chamava de "vagabundo, vagabundo". Certo dia Nando ficou puto da vida e explodiu o sogro com sua bazuca, fugindo para o morro do Alvorada e virando o chefão do tráfico na favela. 
  • Catarina: A outra protagonista, é uma socialite que cansou da futilidade e do tédio e prestou concurso para delegada de polícia, passando e tornando-se o terror dos bandidos no Rio de Janeiro.
  • Romero: Cunhado de Nandinho, é um policial corrupto da delegacia de Catarina cuja obsessão é vingar o pai e dar uns tabefes em sua esposa ao chegar em casa. 
  • Olímpia: Esposa de Nandinho, não aguentava o pai e ficou ao lado do marido. Nem desconfia que é corna mansa.
  • Renato: Bandido do colarinho branco e marido de Catarina, não compareceu na cama e virou corno de um policial da delegacia de Catarina.
  • Lacraia: Bandida da quadrilha de Nandinho, tem a função de dar uns amassos no chefe quando a patroa deste não comparece na cama, e isso na frente de seu corno namorado Valdo. 
  • Leandro: Único policial honesto da delegacia de Catarina, exxxcitou a delegada carente com sua integridade e deu a ela o que não tinha há muito tempo com o marido.
  • Valdo: Cego de um olho e manco, conseguiu mesmo assim traçar a Lacraia, e por consideração a seu amigo de fé e irmão camarada Nandinho, não se incomoda em dividir a mulher com o chefão do tráfico.
  • André: Personagem terciário. É o tiozinho do hot-dog.
  • Tião Meleca: Primo do aspira André, do BOPE, é a ovelha negra da família e braço direito de Nandinho.
  • Rosa: Esposa de Romero, cansou de apanhar do marido e caiu fora de casa, deixando o filho com a avó.
  • Maria Joana: Bá e governanta de Catarina, é muito da gostosa.
  • Margarida: Outra personagem terciária, é capacho dos policias corruptos.
  • Cícero: O chefe da milícia que quer dominar o Alvorada, foi posto pra correr de lá por Nandinho e seu bando, e jurou vingança.
  • Jussara: Outra personagem terciária, é mulher do tiozinho do hot-dog.
  • Josefa: Gostosuda e amiga de Olímpia, virou cacho de Tião.
  • Izaque: Motorista e dublador, fez várias vozes em animes e é o confidente da madame Catarina.
  • Clara: Mãe de Valdo, é uma das poucas pessoas no morro que não cheiram e não trabalham para o tráfico e sonha um dia tirar o filho dessa vida.
  • Celso: Filho malcriado de Rosa e Romero, teve sorte de não levar uma surra federal da mãe depois de tanta malcriação.
  • Ari: Outro policial corrupto da delegacia de Catarina, ganhou um dindin por fora com o roubo de umas peças de arte.
  • Araújo: Policial honesto, tá na mira dos policiais corruptos e sonha secretamente traçar a delegada. Inicialmente seria da banda podre, mas as ONGs cairiam de pau na Record se criassem um policial corrupto e negro.

História[editar]

A história começa com Nandinho sendo aporrinhado por seu sogro Reinaldo, que vivia jogando na cara que ele era um vagabundo inútil que não servia nem pra fazer filhos e ainda insinuava que a filha de Nando, Sandrinha, não era dele. Fudido com tanta aporrinhação Nando um dia pegou sua bazuca e explodiu o sogro. Seu cunhado Romero jurou caçar Nando até o quinto dos infernos e só de pirraça mandou chacinar Juvenal, primo de Nandinho. Este fugiu para o morro do Alvorada e aceitou um emprego como soldado do traficante Anderson, então rei do Alvorada. Mas como Nandinho era fodson demais para receber ordens, acabou matando o trafica e virando o novo chefe do pedaço.


Catarina era uma perua super fútil e fresca, daquelas que só pensavam em fofocas e jantares beneficentes. Mas tudo mudou quando seu pai, o super multi mega blaster milionário Alcebíades foi morto num assalto pelo próprio Nandinho da Bazuca. Após a tragédia Catarina decide sair do marasmo e presta prova pra delegada, passando e tornado-se a policial mais temida e mais chique do Rio. na delegacia Catarina se apaixona pelo policial Leandro, um pedaço de mau caminho com 80 processos por pedofilia, zoofilia, necrofilia e outras filias. Ambos passam a investigar as falcatruas do marido de Catarina, o escroque Renato, um mafioso disfarçado de filantropo mecenas.


Desde o dia em que Nandinho assumiu o negócio o morro do Alvorada foi alvo de vários bandidos, meliantes e vagabundos que desafiaram o poder do senhor da bazuca. A milícia, comandada pelo velhusco e ex-policial Cícero (que não por acaso é padrinho do corrupto Romero) é uma das facções criminosas que querem ver Nandinho cair, mas sempre saem com o rabinho entre as pernas do morro. Romero e sua turminha de meganhas corruptos sempre arranjam um motivo para subir o Alvorada, mas sempre são iludidos, humilhados e feitos de bobos por Nando. Vez por outra o morro também é invadido por ladrões de leite, traficantes de obras de arte e outros tipos muito estranhos de bandidos que só aparecem em série de TV.

Final da primeira temporada[editar]

Como a primeira temporada já terminou e não é mais spoiler, iremos contar: Nandinho é preso, Romero morre, Catarina leva um tiro e fica tetraplégica, Leandro toma chá de sumiço e vai morar no interior, Renato é morto pelos seus companheiros traíras e Catarina leva a culpa, e Lacraia vira a rainha do Alvorada, botando Tião pra correr para o Cabeção. Se vai ter uma segunda temporada, só o bispo Honorilton Gonçalves sabe.